15 regras para o envelhecimento saudável

Envelhecimento saudável - quem não quer isso? Quanto mais velha a pessoa fica, mais preciosa a sua saúde lhe parece. E o que você acabaria tendo com a aposentadoria "merecida" se estivesse doente e imóvel? A Associação Federal para a Saúde e. V., portanto, desenvolveu 15 regras para o envelhecimento saudável. Porque nunca é tarde demais para mudar o seu próprio estilo de vida e começar com o "ficar saudável".

1ª Regra: Prepare-se para a sua idade!

Pense em como você quer moldar sua vida com a idade. Prepare-se mentalmente para mudanças em sua vida (por exemplo, deixando a profissão). Pergunte a si mesmo que oportunidades e requisitos essas mudanças são e como você pode usá-las e como você pode responder a elas.

Ao se preparar para a sua idade, considere também a sua casa. A remoção de obstáculos, a instalação de ferramentas ou a mudança para outro apartamento são importantes para a preservação da sua independência. Pergunte ao seu médico ou use a consulta de moradia local para obter sugestões de mudanças significativas em sua casa. Nesta consulta, você também receberá informações sobre suporte financeiro para fazer essas mudanças.

2ª Regra: Viva a saúde consciente em todas as idades!

Portanto, certifique-se de se exercitar e comer bem, evitar a nicotina e outras substâncias que causam dependência, ser responsável com álcool e medicamentos e evitar sobrecargas físicas e mentais de longa duração.

3ª Regra: Tome medidas de precaução!

Assim, doenças ameaçadoras podem ser detectadas precocemente e o tratamento pode ser iniciado em tempo hábil. Tome a iniciativa sozinho e converse com seu médico sobre o que você faz para manter sua saúde e como você pode contribuir para um envelhecimento saudável.

4ª Regra: Nunca é tarde demais para mudar positivamente o seu estilo de vida!

Você pode começar em qualquer idade para levar uma vida consciente da saúde e fisicamente, mentalmente e socialmente ativa. Ao mudar positivamente o seu estilo de vida, você pode agir sobre os fatores de risco que já ocorreram - como distúrbios metabólicos, pressão alta e sobrepeso - e reduzir seus efeitos nocivos sobre a sua idade.

Regra 5: Seja fisicamente, mentalmente e socialmente ativo em todas as idades!

Procure tarefas que o atraiam e desafiem. Por favor, note que o seu comportamento em uma idade jovem pode fazer uma contribuição decisiva para alcançar uma idade avançada, mantendo a boa saúde, atividade e auto-suficiência.

6. Regra: Use o tempo livre para aprender coisas novas!

Continue as atividades físicas, mentais e sociais que você desenvolveu nos anos anteriores, mesmo na velhice. Pergunte a si mesmo, até que ponto você deseja se conectar a ele na idade. Use o tempo livre na sua velhice para aprender coisas novas. Você também pode treinar a memória e pensar à medida que envelhece. Esteja ciente dos desenvolvimentos em seu ambiente (por exemplo, no campo da tecnologia, da mídia, do tráfego) e pergunte a si mesmo como você pode usar esses desenvolvimentos por si mesmo.

Regra 7: Fique aberto a eventos positivos e novas experiências, mesmo na velhice!

Mantenha a capacidade de desfrutar de coisas bonitas na vida cotidiana. Tenha em mente que você se sente mais saudável com um estilo de vida ativo e uma atitude positiva em relação à vida. Se você encontrou uma tarefa atraente, se você pode esperar por coisas bonitas na vida cotidiana e se você não se demitir em situações estressantes, então o seu bem-estar de saúde é bastante preservado.

8. Regra: Entenda Idade como uma Chance!

Entenda a idade como um estágio da vida em que você pode evoluir. Você pode expandir suas habilidades e interesses, você pode encontrar novas idéias e uma abordagem mais madura para as necessidades da vida. Note que você também pode evoluir ao lidar com cargas e conflitos.

Regra 9: Manter contatos mesmo na velhice!

Não se limite à família, mas pense em vizinhos, amigos e conhecidos. Tenha em mente que o contato com pessoas mais jovens também oferece oportunidades para estímulo mútuo e enriquecimento.

10. Regra: Dê uma chance à ternura!

Uma parceria em que ambos os parceiros desfrutam de ternura, proximidade física e sexualidade contribui para a satisfação e o bem-estar físico. Não permita que essas pessoas se sintam inseguras de que a idade, a ternura, a idade e a sexualidade não coincidem.

11. Regra: Atreva-se algo ao seu corpo!

Pratique esportes e faça exercícios sem se sentir sobrecarregado. Você obtém seu desempenho físico. Eles ajudam a manter seu sistema de apoio e movimento elástico e forte. Você sente seu corpo de uma maneira agradável. Converse com seu médico sobre o tipo de treinamento físico ideal para você.

12. Regra: A saúde não é uma questão de idade!

Portanto, pergunte-se repetidamente o que você pode fazer para manter sua saúde, autoconfiança e autoconfiança na velhice. Nota: Apenas para a velhice, não perdemos a nossa saúde, bem como a capacidade de viver de forma independente e auto-suficiente.

Regra 13: Não apenas tome doenças!

Se você tiver alguma condição médica, entre em contato com seu médico. Mesmo no caso de uma doença crônica, uma visita regular ao consultório médico é necessária. Tenha em mente que você pode ajudar com perda de visão e audição. Não leve apenas isso também. Em vez disso, converse com seu médico sobre os auxílios existentes e use-os quando forem prescritos.

Se você é afetado por doenças em sua independência, uma reabilitação muitas vezes se mostra útil e necessária. Converse com seu médico sobre possíveis sucessos de reabilitação em seu caso particular. Lembre-se que a reabilitação só pode ser bem sucedida se você fizer tudo o que puder para recuperar sua independência.

14. Regra: Procure boa ajuda e cuidado!

Se você está precisando de cuidados ou precisa de cuidados, procure oportunidades de boa ajuda e cuidado. Certifique-se de que a ajuda ou cuidados não signifique que você seja independente e autoconfiante, mas que os mantenha e os promova. Se for cuidado por seus parentes, por favor, certifique-se de que eles não estejam sobrecarregados e recebam apoio suficiente.

15. Regra: Tenha coragem de ser autônomo!

Em situações estressantes, você deve se perguntar como lidar melhor com esse estresse, o que pode ser bom para você, com quem você quer estar, como ele pode ajudá-lo e quando essa ajuda é demais para você. Se você precisar de ajuda, se atreva a pedir essa ajuda. Mas você também tem a coragem de recusar ajuda, se você se vê limitado demais em sua independência.

Compartilhe com amigos

Deixe seu comentário