9 dicas para uma nutrição adequada para mulheres grávidas

A gravidez não precisa ser um período de privação. Muitas mulheres até se sentem muito bem, têm uma pele bonita e simplesmente parecem "floridas". No entanto, as mulheres grávidas devem prestar atenção a algumas coisas que afetam principalmente a nutrição e a digestão.

1. Muita fibra e fluido suficiente

A constipação que muitas vezes ocorre durante a gravidez (constipação) pode ser reduzida pela adição de fibra suficiente (grãos integrais, legumes, frutas) e líquido suficiente (mais de dois litros por dia). Frutas desidratadas (damascos secos, ameixas ou figos) são particularmente eficazes para a constipação persistente. Suplementos de ferro promovem a constipação!

2. Cuidado com produtos animais crus

O consumo de carne crua (especialmente carne de porco), ovos crus e produtos lácteos crus deve ser evitado durante a gravidez como precaução. Embora a probabilidade de infecção com Listeria e Toxoplasma seja relativamente baixa, as conseqüências podem ser fatais. Em geral, mais atenção deve ser dada à higiene.

3. Não coma por dois

Os desejos por comida hormonal geralmente levam ao consumo de grandes quantidades de comida.

  • Ao tomar várias pequenas refeições, a azia (refluxo) que ocorre em mulheres grávidas pode ser reduzida.
  • Produtos ricos em fibras devem ser preferidos aos alimentos gordurosos.
  • As bebidas carbonatadas devem ser substituídas por bebidas não carbonatadas.
  • Deitar-se imediatamente depois de comer deve ser evitado.

4. Exercício durante a gravidez

Muito exercício também é recomendado durante a gravidez. Promove a circulação sanguínea, alivia a tensão e melhora o humor. Todos os esportes que são dominados por movimentos suaves, como natação, ginástica, ciclismo e caminhadas, são permitidos. Além disso, o exercício regular reduz a tendência ao bloqueio.

5. Evite sintomas de deficiência

A renúncia completa de todos os produtos animais (vegetariano estrito, veganos) carrega perigos em si. A falta de proteína, cálcio, ferro, vitaminas e certos ácidos graxos essenciais de alta qualidade pode causar sintomas de deficiência. Se ovos e leite são consumidos em quantidades suficientes, uma dieta balanceada é basicamente possível. No entanto, a ingestão de ferro deve ser monitorada de perto.

6. Abandono do álcool e nicotina

Mesmo pequenas quantidades de álcool podem causar grandes danos aos bebês em gestação (Síndrome Alcoólica Fetal). Portanto, como precaução, abstenha-se de álcool durante a gravidez. O mesmo vale para a nicotina.

7. Cuidado com cafeína

O consumo de bebidas com cafeína deve ser limitado a duas xícaras de café (quatro xícaras de chá preto) por gravidez. O consumo excessivo leva à carga de circulação desnecessária da criança.

8. Náusea e vômito

Náuseas e vômitos são muito comuns em mulheres grávidas e não são incomuns. Às vezes, ajuda a comer algo pequeno antes de se levantar (biscoito, pão, chá).

9 Ajuda com indigestão

Indigestão, como inchaço e inchaço, deve ser evitada causando comida (feijão, cebola, alho-poró, repolho). Certos chás (chá de erva-doce ou chá de cominho) aliviam os sintomas.

Compartilhe com amigos

Deixe seu comentário