Distúrbios do Sono: Causas e Tratamento

O sono é importante para a nossa recuperação física e mental. Mas dormir adequadamente é - ao que parece - uma arte: para quase 8 milhões de alemães, o descanso noturno é um tormento. No geral, os médicos distinguem 88 formas de distúrbios do sono, sendo os distúrbios do sono os mais comuns. O sono é como uma espécie de "stand by function" da televisão, na qual as funções respiratória, circulatória e metabólica são reduzidas. Fisiologicamente, a duração média do sono diminui com a idade, mas a privação prolongada do sono põe em perigo a nossa saúde.

Estresse ou micção noturna

É feita uma distinção entre insônia, adormecer, despertar precoce por um lado, sonolência excessiva, ronco, apnéia do sono, por outro lado, bem como recuperação e pesadelos. Estresse e depressão são as causas mais comuns. À noite, refletimos sobre os problemas que podem ter se acumulado durante o dia, possivelmente deslocados.

Mas um sono perturbado também pode ser um sintoma acompanhante de outras doenças, por exemplo. O trato respiratório ou o coração. O aumento da pressão arterial também causa frequentemente distúrbios do sono. Freqüência urinária noturna, como ocorre, por exemplo, com aumento da próstata ou coceira como resultado de doenças de pele também pode perturbar o sono. Na apnéia do sono, vem em conjunto com o ronco para curtas pausas na respiração. À noite, as pessoas com Síndrome das Pernas Inquietas (pernas inquietas) constantemente têm que andar por aí.

De acordo com um estudo em um laboratório do sono da Universidade de Göttingen, as causas são distribuídas da seguinte forma:

  • Causas mentais (neurose de ansiedade, depressão): 36%
  • Estresse, estresse: 24%
  • Doenças orgânicas: 24%
  • Ruído, trabalho por turnos, etc: 9%
  • Vício, medicamentos, álcool: 7%

Falta de sono bate na mente e no coração

Os distúrbios do sono não são apenas o resultado de doenças. Se o nosso sono for perturbado por muito tempo, pode levar a um desempenho ruim, aumento da suscetibilidade a doenças e depressão, assim como problemas gastrointestinais, doenças cardiovasculares, neurose, agressividade e transtornos de ansiedade podem ser o resultado. A necessidade de dormir varia de pessoa para pessoa e muda com a idade: enquanto um recém-nascido dorme em média 16 horas, uma pessoa de 60 anos sai com 7 horas. Segundo os especialistas, o limite inferior da exigência de sono é de cinco horas por noite.

Contar ovelhas traz pouco

Não apenas doenças sérias, o estresse cotidiano, a rotina diária irregular, como refeições irregulares, consumo excessivo de álcool e nicotina, falta de exercícios, longas viagens de negócios ou horários de dormir irregulares perturbam nosso biorritmo, causando permanentemente desordens nas funções dos órgãos. O resultado: O aumento da liberação de hormônios do estresse atrasa ou previne o sono e o sono normais.

Adormecer ajuda a idéia de situações ou lugares agradáveis, por exemplo. Por exemplo, na natureza, melhor do que a conhecida "contagem de ovelhas", cientistas do St. Anne's College, da Universidade de Oxford, é ainda mais mantida viva. A explicação: "contando ovelhas" só aumenta o estresse. É importante esquecer as preocupações do dia-a-dia e relaxar.

Irmãos do sono da natureza

A desvantagem das pílulas para dormir sintéticas é, muitas vezes, torná-las dependentes e prejudicar fases importantes de sono profundo e de sonhos. Por outro lado, promotores naturais do sono, como Valerian, não representam uma ameaça aditiva.

  • Valeriana tem um efeito calmante para dormir promovendo. Seus ingredientes só reduzem uma excitabilidade excessiva no sistema nervoso, o z. B. por estresse e preocupações cotidianas ocorrem. As drageias calmantes do extrato seco de raiz de valeriana ou mesmo a combinação com o lúpulo têm um efeito calmante e de alívio do estresse durante o dia e se preparam para o processo de adormecer à noite.
  • Em casos de esgotamento nervoso e humor depressivo, a adição de erva de São João é útil.
  • Muitas vezes, noites sem dormir também são causadas por queixas estomacais inquietas, que são aliviados pela melissa calmante e relaxante.
  • Na inquietação nervosa, a flor da paixão também é usada, muitas vezes em misturas de chá com valeriana e erva-cidreira.

O sono e nervos também estão disponíveis como variantes prontas para o copo. A homeopatia entende os problemas do sono como resultado de um equilíbrio mental perturbado. Uma recomendação geral, no entanto, é difícil, uma vez que as substâncias homeopáticas agem individualmente de forma muito diferente e exigem uma longa conversa com o médico.

Compartilhe com amigos

Deixe seu comentário